2013/11/14

Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros...

Tem muita gente que pensa que ama. Não sou ninguém para julgar o amor dos outros, mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, real, sereno, de verdade, não é montanha-russa. Não é perseguição, telefone desligado na cara, não é uma noite, nem uma espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar fazendo um carinho de bom dia. É ajuda, mãos dadas e apoio. E saco cheio, também. Porque de vez em quando o amor enche o saco. Tem rotina, tem manhã, tarde e noite, tem defeito, chatice e tempestade. E toda tempestade uma hora passa, deixando apenas o céu claro, pronto para aproveitar o dia. A manhã, a tarde e a noite, junto de quem se gosta.

No hay comentarios.:

Publicar un comentario

Publicar un comentario